A realidade digital dos hospitais em tempos de coronavírus

Infelizmente estamos vivendo tempos difíceis. A pandemia de Covid-19 está nos forçando a nos adaptar a uma nova realidade, uma realidade de distanciamento social que nos fez compreender a importância do contato físico. Para driblar isso, as telecomunicações estão sendo essenciais. 

Encontramos novas maneiras de mantermos o contato, só que na esfera digital. Videochamadas, telefonemas, troca de mensagens se tornaram o lugar comum em nossas vidas, seja para manter a relação social, mencionada acima, ou para manter a produtividade via home office. 

Porém, há uma frente que está vivendo uma realidade muito mais brutal e intensa do que o resto da sociedade e que as telecomunicações estão sendo fundamentais na ajuda ao combate a esse vírus: os hospitais

Comunicação coletiva: o esforço global para encontrar a cura 

Lidando com uma crescente constante nos casos de contaminados, os hospitais, tanto da rede pública quanto da rede privada, estão dependendo ainda mais da comunicação para se mostrarem efetivos no acompanhamento e ações tomadas diante da situação. A troca constante de informação com os órgãos públicos de saúde está permitindo o acompanhamento da evolução dos casos, o que se traduz em rapidez na resposta ao cenário real. 

Fora isso, a comunicação entre os acadêmicos e cientistas que estão estudando uma vacina ganha uma velocidade sem igual, pois com o compartilhamento dos estudos e o uso de novas tecnologias (incluindo robôs), com seus sucessos e insucessos, a busca por uma cura se torna um grande coletivo com esforços globais. As telecomunicações estão unindo o mundo a uma única bandeira: a de um futuro tranquilo para todos.   

Ainda que seja um tópico que divide opiniões, é fundamental mencionar o monitoramento por meio do sinal de celular para sabermos, em tempo real, a adesão da população à quarentena. Isso está permitindo aos governos compreenderem quais áreas precisam de mais ações para contenção de aglomerações e criar uma relação de causa e efeito. 

Conectividade como remédio para outras questões

Mas os hospitais não estão tendo que lidar exclusivamente com a Covid-19. A pandemia foi adicionada ao dia-a-dia já intenso destes profissionais. Aqui, as telecomunicações se apresentam mais uma vez como uma resposta para auxiliar a área. Recentemente foi autorizada a prática da telemedicina aqui no país, ou seja, a realização de consultas médicas por meios digitais, como videochamadas. Isso permite que as pessoas não tenham que se deslocar até o hospital, evitando que se exponham ao contágio, além de diminuir a presença de pacientes nos hospitais, deixando, mesmo que um pouco, os profissionais menos sobrecarregados.

A Covid-19 também força os pacientes a ficarem isolados, muitos em hospitais de campanha, criados como resposta à falta de leitos diante do grande número de casos e suspeitas. Distantes da família, que não pode realizar visitas, muitos têm somente no smartphone uma maneira de manter seus familiares atualizados da situação, diminuindo a preocupação e o medo da incerteza. Infelizmente, muitos desses lugares não apresentam uma boa cobertura celular, mantendo muitas pessoas incomunicáveis. 

Muitas mães e pais estão sendo forçados a manterem distância dos seus filhos que nasceram de forma prematura ou que estão internados na UTI. A resposta que alguns hospitais e seus profissionais encontraram para diminuir a saudade foi a de realizar chamadas, de áudio ou de vídeo, para que seja possível acompanhar o dia-a-dia dos seus filhos.

Profissionais de saúde: obrigado!

Muitos profissionais de saúde, por conta da grande exposição ao possível contágio, estão tendo que se isolar em casa ou em hotéis para não expor também seus familiares. Fora isso, muitos estão sendo obrigados a realizar jornadas longas e exaustivas para conseguir lidar com os casos. Uma chamada de telefone ou de vídeo, ajuda esses profissionais a lidarem com a saudade, afinal são pessoas como todos nós. Esses profissionais são verdadeiros heróis de uma guerra muito diferente da que estamos acostumados. 

A QMC gostaria de agradecer o esforço de todos os profissionais da área - médicos, enfermeiros, técnicos, funcionários de hospitais - e reforçar o nosso compromisso de construir uma rede de telecomunicações que possa, de alguma forma, contribuir para que possamos superar a atual situação que estamos vivendo no mundo. 

Ainda não temos ideia de quanto tempo será necessário para o desenvolvimento de uma cura, mas sabemos que este tempo está sendo diminuído em muito graças aos esforços conjuntos dos profissionais de saúde e as tecnologias de telecomunicação. Iremos superar isso, juntos.  

Se você gostou desse conteúdo e gostaria de recebê-lo diretamente no seu e-mail, basta assinar a nossa newsletter. Continue acompanhando o Blog Conecta da QMC para mais conteúdos exclusivos.

Louise Coutinho

Louise Coutinho

Louise é profissional em Desenvolvimento de Negócios e Customer Experience. Com formação no exterior e experiência na área comercial, nos últimos três anos têm se dedicado ao mercado de telecom, liderando projetos para cobertura indoor de celular em grandes empreendimentos, em especial, Hospitais em todo o Brasil.

qmc_CTA_fim_Blog_Tablet_ebook
GOSTOU DO CONTEÚDO? A GENTE ESPERA QUE SIM! :)

Aproveita então e dá uma olhada nesse E-book sobre Transformação Digital na gestão hoteleira: falamos sobre reputação online, sistemas de reserva, experiência do consumidor, e o futuro da revolução digital nos hotéis.

BAIXE AGORA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Assine nossa newsletter!

Faça o download o ebook: seu hotel etá preparado para a transformação digital?