<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://px.ads.linkedin.com/collect/?pid=2414825&amp;fmt=gif">

Já falamos aqui no QMC Conecta como será o “novo normal” para várias áreas: universidades, shoppings, prédios comerciais, hotéis, hospitais etc. Todas estas mudanças são motivadas e direcionadas ao público. Garantir a segurança de todos sempre é o grande objetivo. 

Neste post, queremos ir um pouco além e adereçar as mudanças que a pandemia irá causar nos hábitos das pessoas. Para começar, como que ela irá mudar os nossos lares? Como irá afetar a maneira que idealizamos as nossas residências? O que iremos buscar ao comprar uma? O que será valorizado? O que perderá importância? Independente das respostas específicas, uma coisa é certa, com certeza não será da mesma maneira, mas será extremamente conectada.

As mudanças sociais trazidas pela pandemia

As coisas estão mudando, e não por causa do vírus em si, mas pelas consequências que ele trouxe. Como o isolamento social, que nos fez abraçar o home office, adiantando um processo de adoção que estava caminhando, mas que agora está avançando como um foguete.

Apenas esse ponto já o suficiente para mudar toda a dinâmica que tínhamos até então em grandes cidades, como São Paulo, que sempre foi conhecida pelo seu ritmo acelerado e profissionais que passavam muito mais tempo nos escritórios do que nos próprios lares. Agora, passando muito mais tempo em nossas casas, as construtoras terão que se adaptar para atender ao “novo consumidor”. Um apartamento com home office não será um diferencial, será uma necessidade.

Não é possível apenas criar apartamentos maiores com escritórios, por exemplo, pois isso refletirá diretamente no preço e essas mudanças de comportamento são para todos, e não apenas para um segmento. O que levará às construtoras repensarem todo o seu modelo, tanto de construção em si, quanto de relacionamento com esses “novos consumidores”. 

Um olhar diferente do conceito de lar: a experiência da pró-atividade

A verticalização continuará, mas o conceito desses arranha-céus mudará. Na realidade, ela também acompanhará outros segmentos, que focam na experiência do consumidor. E, mais uma vez, essa experiência é altamente tecnológica e conectada.

Os novos prédios anteciparão as necessidades do seu inquilino e poderá atender porque concentrará uma séries de serviços dentro do mesmo espaço. Você possui um bicho de estimação? Não se preocupe, há um pet shop. Você gosta de se exercitar?  Uma academia de ponta e com profissionais estarão de prontidão para lhe atender. Lavanderia, compras, mecânica, cabeleireiro, barbearia…

Você pode até falar: mas isso já acontece hoje! Não vejo nada diferente. De certo modo você está certo na afirmação, mas há dois pontos que mudam toda a dinâmica:

1 - Não será para poucos. Esse modelo será o padrão

2 - Tudo estará conectado e usará inteligência artificial e big-data para alcançar um novo nível de interação. 

Big data na experiência da moradia

Imagine esta situação, de certa forma, normal para muitos: você acorda e vai tomar o seu café da manhã. Quando você vai fazer o seu café, percebe que está sem pó ou sem cápsulas. Você fez uma nota mental para comprar mais, mas acabou esquecendo. 

Agora imagine a mesma situação, mas uma coisa mudou: você recebeu no dia anterior um alerta de que talvez alguns itens estejam para acabar na sua casa. Como eles sabem disso? Simples, eles capturam os seus dados de compra, cruzaram periodicidade e chegaram à conclusão que o seu café está para acabar. Isso não se aplicará apenas ao seu café, mas tudo o que se relaciona à sua vida. Você terá as necessidades atendidas antes mesmo que você perceba que precisa. Essa mesma análise indicará para você produtos, viagens, restaurantes, hotéis, entre outras coisas. Claro que toda essa relação com os seus dados será transparente e autorizada por você.

Experiência touchless 

Assim como nos prédios comerciais, os novos condomínios residenciais também adotarão a experiência touchless, onde o morador não precisa ter contato com nada físico do prédio para poder aproveitá-lo. Elevadores, serviços, chave de casa, portão da garagem, passe da academia, tudo, tudo mesmo será operado nos próprios dispositivos do morador. Esse processo de centralização, onde tudo pode ser resolvido em um único lugar, como em um aplicativo do condomínio no celular, já começou nos dias de hoje, mas se consolidará no futuro próximo. Os aplicativos conversarão entre si e se adaptarão à melhor interface para que você os use. 

Não há como fugir do 5G e da necessidade de uma estrutura de cobertura

Se você já nos acompanha a um certo tempo, talvez possa soar repetitivo, mas, mais uma, vez, o futuro é apoiado na conectividade, troca de dados e processamento de dispositivos. Isso requer uma alta taxa de dados, bem como de processamento e resposta em tempo real. Algo que alçará um novo nível com a chegada do 5G. 

Para viver neste novo mundo, demandaremos conectividade, e garantir isso não será uma responsabilidade apenas daqueles aqueles interessados em nos cativar. Conectividade será uma demanda social de primeira necessidade, assim como água potável encanada e eletricidade, afinal, será fundamental para que determinados serviços funcionem. O estado de “sempre conectado” será sustentado por infraestruturas robustas tanto no ambiente outdoor quanto no indoor, com o DAS, por exemplo. Para que isso se torne uma realidade, é preciso começar a investir já no hoje, e a QMC, está, como sempre, preparada para entregar as melhores soluções para todos. 

Se gostou desse conteúdo e gostaria de receber notificações de novas postagens direto no seu e-mail, assine a nossa newsletter agora mesmo. Aqui no QMC Conecta você sempre encontrará conteúdos exclusivos para ajudá-lo a se preparar hoje para um amanhã altamente conectado. 

André Juncioni

André Juncioni

André se baseia na longa experiência que possui do mercado de real estate, para melhor endereçar as necessidades do mercado de telecom. Conhecido por grandes grupos detentores de infraestrutura no País quando o assunto é cobertura móvel em venues e implantação de sistemas DAS.

qmc_CTA_fim_Blog_Tablet_ebook
gostou do conteúdo? a gente espera que sim! :)

Aproveita então e dá uma olhada nesse E-book sobre Transformação Digital na gestão hoteleira: falamos sobre reputação online, sistemas de reserva, experiência do consumidor, e o futuro da revolução digital nos hotéis.

BAIXE AGORA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Assine nossa newsletter!

New call-to-action