<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://px.ads.linkedin.com/collect/?pid=2414825&amp;fmt=gif">

Com tantos vazamentos de dados e informações pessoais e corporativas trocadas virtualmente, é inevitável não se preocupar com os protocolos de segurança em telecom - isso sem contar os golpes virtuais e phishings que frequentemente enganam as pessoas. Você sabia que um em cada cinco brasileiros caiu em phishing em 2020? Ele nada mais é do que um e-mail ou mensagem de texto com um link que promete prêmios ou recompensas, solicita dados pessoais e, no fim, rouba os conteúdos ali digitados.

Considerando todo esse panorama e ameaças, podemos afirmar que a rede móvel de celular é segura? E as transações bancárias, como ficam protegidas, sobretudo em tempos de pandemia, em que tudo é online? 

Já comentamos por aqui que a rede de celular é muito mais segura do que uma rede compartilhada via Wifi - esta, por ser aberta e de fácil acesso, não segue protocolos padrões para garantir a proteção dos usuários. Portanto, uma das formas de ter segurança e evitar problemas é se conectar a uma rede móvel de internet.

Segurança para pagamentos móveis

Que o celular é um dos pontos centrais de transações financeiras, não podemos negar. Se em um passado recente trocamos a cédula de dinheiro físico pelo cartão de crédito, hoje em dia nem é preciso sair de casa com a carteira: grande parte dos pagamentos é feita pelo celular, por aproximação; há, ainda, as transações via PIX, que exigem o acesso à conta corrente do emissor, as carteiras digitais oferecidas por empresas como o Mercado Pago, entre outros, e as criptomoedas, como o Bitcoin - todas usadas para pagamentos online.

Sem precisar de senha, a internet é a única questão para se preocupar: ela pode ser vilã, se não for segura e lenta, ou então a heroína que protege seus dados e realiza suas necessidades de maneira rápida e prática.

Segundo o relatório da GSMA, mais de US$ 2 bilhões são movimentados por dia em dinheiro móvel no mundo - só em dezembro de 2020, foram US$ 70 bilhões. Além disso, no fim de março, o Banco Central liberou o WhatsApp Pay para os brasileiros, um sistema de pagamentos por meio do aplicativo de conversas.

A tecnologia está avançando rapidamente, e isso só prova que, além da velocidade da troca de dados, os usuários precisam se preocupar com a segurança de seus dados.

Por que a rede de celular é segura?

A telecomunicação e as redes móveis contam com padrões internacionais de segurança, graças ao 3GPP - o Projeto de Parceria de 3ª Geração é composto por sete organizações de desenvolvimento de padrões de telecomunicações celulares que determinam o funcionamento, a segurança, os protocolos e a capacidade de serviço oferecida no mundo todo.

O projeto é responsável por garantir que os fabricantes de equipamentos e os aparelhos de rede sejam interoperáveis, além de estudar recursos e especificar requisitos para proteger as redes móveis - a última função é desempenhada pelo grupo SA3, que atualmente trabalha para aprimorar os mecanismos de segurança para o 5G.

As conexões móveis também contam com o amparo do Sistema Global de Comunicações Móveis (GSM) que, para combater fraudes e proteger a privacidade do usuário, determinou o uso de criptografia para cartões SIM.

Como a rede móvel é de administração e responsabilidade da operadora, existem várias barreiras. Portanto, é muito mais difícil criminosos invadirem ou simularem antenas falsas perto da vítima.

Ou seja, a rede móvel tem muito mais parâmetros de segurança do que uma rede compartilhada e pública - daí a importância de oferecer uma boa experiência ao usuário, para que ele tenha um ótimo sinal de celular em qualquer ambiente do seu empreendimento e saiba que está navegando em segurança. 

Conheça nossas soluções para melhorar a conectividade do seu ambiente - entre em contato e saiba mais!

Equipe de Marketing

Equipe de Marketing

Equipe de marketing da QMC Telecom

qmc_CTA_fim_Blog_Tablet_ebook
GOSTOU DO CONTEÚDO? A GENTE ESPERA QUE SIM! :)

Aproveita então e dá uma olhada nesse E-book sobre Transformação Digital na gestão hoteleira: falamos sobre reputação online, sistemas de reserva, experiência do consumidor, e o futuro da revolução digital nos hotéis.

BAIXE AGORA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Assine nossa newsletter!

New call-to-action