Nunca se falou tanto sobre 5G. O que antes era apenas uma ideia, em 2020 está cada vez mais próximo de se tornar uma realidade cotidiana. Isso dito, uma pergunta muito simples pode se tornar uma grande questão a ser respondida: o que é o 5G? Se você gostaria de saber mais, basta continuar a sua leitura.

O primeiro conteúdo de muitos outros que virão

Sabemos que o 5G irá mudar profundamente a maneira que a nossa sociedade funciona e que, por conta disso, é impossível resumir todo seu poder transformador em apenas um post. Hoje, começamos com um conteúdo de introdução, para que você nos acompanhe em uma jornada. Uma jornada rumo ao futuro da comunicação no nosso planeta. Você está pronto? 

O que vem antes do 5?

Antes de começarmos a falar propriamente do 5G, vale a pena entender o que definia cada geração anterior para poder entender a tecnologia que está chegando para ser o novo padrão. Para começar, o que significa a letra “G”? Essa seja talvez a resposta mais simples: geração. Isso quer dizer que estamos chegando na 5ª geração de tecnologia de conectividade móvel para dispositivos sem fio. Mas há mais diferenças em cada geração do que apenas o número que vai em frente ao G.

1G - 1980 - Chamadas de voz

A primeira geração. O começo de tudo. Carregar aparelhos com mais de 1KG hoje pode parecer algo inconcebível - ainda mais quando você pode ter, agora mesmo nas suas mãos, um smartphone com menos de 200 gramas - mas essa era a realidade nos anos 80, período que vimos o nascimento dos primeiros celulares. Os incômodos não se limitavam apenas ao grande peso dos aparelhos, mas também à duração da bateria e qualidade das chamadas (que sofriam com as interferências).

Box_1G-_1980_1_ligacao_celular_ok

Qualidade da chamada de voz: baixa, por causa de constantes interferências
Internet: Não possuía

2G - 1990 - Chamadas de voz + Mensagens de texto curtas

Com o 2G, as redes sem fio para dispositivos móveis entraram na era digital. Isso permitiu o uso do Serviço de Mensagens Curtas (Do inglês, Short Messaging Service ou SMS). Ela também permitiu, mais próximo do seu fim, baixar imagens e sons, mas, como a internet móvel ainda era muito lenta, haviam ainda muitas limitações. Foi nessa geração que os aparelhos se tornaram menores, mais baratos e, consequentemente, mais populares.

Qualidade da chamada de voz: digital - grande melhora
Internet:
velocidades entre 64~144 kbps

3G - 2000 - Chamadas de voz + Mensagens de texto longas + Vídeo

Foi graças à evolução para a terceira geração que o nascimento dos smartphones foi possível. As velocidades de transferência de dados cresceram exponencialmente. Transmissões de vídeo em tempo real, serviços de streaming - como música e vídeo - e muitas das funcionalidades que não conseguimos mais viver sem, nasceram graças às novas possibilidades que o 3G proporcionou. 

Qualidade da chamada de voz: HD
Internet:
até 2 Mbps

4G - 2010 - Chamadas de voz + Mensagens de texto longas + Streaming de vídeos e games em HD

Chegamos à tecnologia de uso atual. O que começou com o 3G, se consolidou com o 4G. Streamings de vídeo em tempo real de alta definição, novas aplicações de missão crítica por conta da latência reduzida, maior segurança e mobilidade, popularização da tecnologia em grande escala etc.

Qualidade da chamada de voz: uso de pacotes IP para voz
Internet: até 100 Gbps

O que esperar do 5G?

Box_5G_explosao_trafego_internet_ok3

  • Altas taxas de pico de transferência de dados
A próxima geração permitirá picos de velocidades nunca  antes vistos. 10 Gbps de download, contra os atuais 100 Mbps em média do 4G.

Quer saber a sensação de navegar pelo 5G? O The Wall Street Journal criou um simulador com diferentes tamanhos de download para você fazer a comparação de velocidade entre o 5G, o 4G e até mesmo o 3G. Mas atenção: somente o primeiro acesso é gratuito - para seguir com novos acessos, é necessário fazer a assinatura do jornal. Mas garantimos: vale muito a pena usar o simulador!

  • Latência
O tempo que um dado demora para viajar de um ponto ao outro, em circunstâncias ideais, deve ser menor que 4 milissegundos, para aplicações de alta performance. Atualmente o 4G consegue atingir entre 35 e 52 milissegundos. O 5G permitirá que isso aconteça em apenas 1 milissegundo.

Isso significa que será possível realizar uma operação com o cirurgião (operando um robô) e o paciente em lugares completamente diferentes do globo em tempo real. Muitos especialistas acreditam que será o começo de uma nova era para a saúde.

A baixa latência do 5G permitirá comunicação com resposta rápida, o que tornará viável novas aplicações tecnológicas que precisam de resposta em tempo real para conseguir se adaptar a ambientes em constante mudança.

Curiosidade: o tempo que o cérebro humano demora para reagir a uma imagem é de 10 milissegundos.
  • Densidade de conectividade
O 5G permitirá a conexão simultânea de muito mais aparelhos do que o 4G. Espera-se que a rede consiga suportar 1 milhão de conexões por quilometro quadrado, contra os atuais 100 mil alcançados pelo 4G. Esse número impressionante abre espaço para novas aplicações de dispositivos que fazem uso da Internet das Coisas (IoT).

A Internet das Coisas (IoT) será a principal tecnologia que permitirá que o 5G alcance todo o seu potencial de conectividade e integração. Ela já é utilizada hoje em dia, mas chegará em uma nova escala (espera-se que alcance a casa de 50 bilhões de dispositivos em 2022). O volume de dados gerado será descomunal e só poderá ser suportado pelo 5G.


Mas o que toda essa tecnologia significa em mudanças no nosso dia a dia?

Como dissemos, o 5G permitirá a conexão de um número enorme de sensores (IoT em massa), mas quais aplicações são possíveis com esse novo nível de interação de tecnologias?

Que tal uma maior mobilidade com automóveis autônomos?  Por conta da rápida velocidade de resposta e troca de dados, eles conseguirão responder em tempo real a mudanças no ambiente. A propósito, já existem cidades testando isso na prática.

Viveremos em casas inteligentes, em que todos os aparelhos estarão conectados à internet e também entre si, criando uma vida muito mais simples e otimizada.

Nossas casas inteligentes farão parte de uma cidade inteligente, onde tudo está conectado, recebendo e gerando dados. E o principal: aprendendo em tempo real para oferecer a melhor solução sempre.


O que significa 5G? Evolução!

Com velocidades altíssimas para a transferência de dados, baixa latência para respostas em tempo real e escalabilidade, teremos a oportunidade de explorar e descobrir novas aplicações para tecnologias já existentes, além de um ambiente propício para a descoberta de outras ainda não vistas.

Independente de qual será a próxima grande mudança que a nova geração irá trazer, entender quais são as possibilidades é o primeiro passo para estar preparado. Mas uma coisa é muito clara: o 5G é muito além do que foi apresentado neste post. Mas não se preocupe: ainda traremos muito mais sobre essa nova tecnologia que já bate à porta.

Acompanhe o blog e assine a nossas newsletter para receber diretamente no seu e-mail os próximos posts de 5G que iremos trazer. Os conteúdos QMC são exclusivos e feitos para você!

Murilo Almeida

Murilo Almeida

Murilo possui ampla experiência no mercado de telecomunicações, liderando projetos de consultoria estratégica para 3 das 4 maiores operadoras do Brasil – incluindo trabalhos em temas como M&A, planejamento estratégico, planejamento comercial, otimização de CAPEX e Turnaround.

qmc_CTA_fim_Blog_Tablet_ebook
GOSTOU DO CONTEÚDO? A GENTE ESPERA QUE SIM! :)

Aproveita então e dá uma olhada nesse E-book sobre Transformação Digital na gestão hoteleira: falamos sobre reputação online, sistemas de reserva, experiência do consumidor, e o futuro da revolução digital nos hotéis.

BAIXE AGORA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Assine nossa newsletter!

Faça o download o ebook: seu hotel etá preparado para a transformação digital?