Recentemente falamos sobre a importância das telecomunicações em tempos de crise. Ela foi realmente fundamental na história da humanidade - desde os tempos dos sinais de fumaça e batidas de tambores - ao nos oferecer uma vantagem crucial: a troca de informações. Entre pessoas, exércitos, países, instituições etc.

Com a evolução da tecnologia, o papel das telecomunicações na melhoria da nossa sociedade também evoluiu. A informação continua como o centro da questão, mas as fontes e os tipos de informações expandiram, e muito. Hoje, é possível coletar informações da natureza, das fábricas, dos comportamentos de consumidores e do nosso organismo.
As telecomunicações entraram na área da biologia humana e se tornaram um dos grandes responsáveis por conseguirmos viver mais e melhor. 

Telecomunicações e saúde: algumas aplicações de hoje

  • Telemedicina

As telecomunicações diminuem as distâncias. Isso possibilita aos médicos e pacientes trocarem informações sem estarem fisicamente perto um do outro. Isso se traduz em democratização da saúde, levando conhecimento e ajuda a todos os cantos e extrapolando as paredes dos consultórios e hospitais.

Imagine uma clínica com médicos que não atendem uma determinada especialidade, podendo entrar em contato com um especialista de qualquer outra parte do mundo, para instruí-los sobre procedimentos e condutas em um caso emergencial que chegou, e que pode ser a diferença entre a vida e a morte daquele paciente?

  • Precisão robótica

Engana-se quem acredita que a aplicação de robôs na medicina se limita às cirurgias. As farmácias hospitalares também são beneficiadas pelos processos robotizados. Nos hospitais Sírio Libanês e Albert Einstein, em São Paulo, os robôs separam as doses de medicamento para os pacientes. Isso aumenta a segurança do processo, reduzindo o tempo gasto de atendimento, diminuindo erros de dosagem e o desperdício por conta do vencimento dos remédios (os robôs sabem, por estar registrado no sistema, quais medicamentos usar primeiro, priorizando a data de validade). 

Mas e o futuro? Com a chegada do 5G, teremos um salto gigantesco na relação entre telecomunicações e a medicina. Já falamos de algumas aplicações que serão possíveis, como cirurgias remotas e a integração com dispositivos IoT. Mas há uma possibilidade que fará com que pandemias como a da Covid-19 que vivemos hoje, nunca tomem uma grande proporção. Conheça a Internet das Nano Coisas. 

O futuro: a Internet das Nano Coisas e o combate a epidemias 

A Internet das Nano Coisas (no inglês Internet of the Nanothings ou IoNT) é muito semelhante à Internet das Coisas (IoT), mas numa escala microscópica. Dispositivos impossíveis de serem vistos a olho nu, conectados entre si, enviando dados em tempo real e também podendo agir diante de determinadas situações. Veja algumas das incríveis inovações que espera-se que ela proporcione:

  • Exames em tempo real

Não será preciso realizar tantos exames para saber o que está acontecendo com um paciente. Os nanosensores presentes no seu organismo irão monitorar e informar em tempo real qualquer alteração na sua biologia e, caso o paciente esteja conectado a algum outro sistema, administrar medicamentos e procedimentos para conter qualquer situação imediatamente. Uma maneira muito menos invasiva para saber o que acontece dentro do corpo.

  • Uso em locais públicos para monitorar o alastramento de vírus e outras doenças

Imagine um dia em que toda a população de uma cidade tenha esses dispositivos em seus organismos. Seria possível identificar pessoas infectadas ao configurar para que sejam identificados determinados sintomas, como uma febre. Os órgãos de saúde conseguiriam identificar em tempo real a quantidade de doentes e a velocidade de contágio, podendo agir com muita rapidez para controlar a situação e minimizar vítimas.

  • Conexão com dispositivos externos de monitoramento

Pessoas de grupo de risco, como diabéticos, poderiam saber imediatamente o seu nível de açúcar no sangue pelo seu smartphone, que se comunicaria com os nanodispositivos no seu organismo.
Pessoas com problemas cardíacos poderiam receber alertas em tempo real diante de qualquer alteração dos seus batimentos, podendo até mesmo acionar o serviço de emergência, com a sua localização por GPS.

  • Combate de doenças em uma nova escala

Acredita-se que os dispositivos também irão auxiliar o combate de doenças como o câncer, ao administrar remédios de forma mais efetiva e fornecer informações extremamente precisas sobre a condição de um tumor. 

Se você gostou do assunto e quer saber um pouco mais sobre a IoNT, trouxemos um vídeo bem legal que, com certeza, vale os 14 minutos de duração. Ele explica como a biologia sintética se torna um subproduto da nanotecnologia. Aperte o play e aproveite.

A IoNT ainda não é uma realidade, mas a evolução das telecomunicações permitirá que o futuro no qual ela exista esteja mais próximo do que podemos imaginar. Hoje, ela permite que possamos trabalhar em um esquema de home office, amanhã que algo como o coronavírus nunca torne-se uma ameaça tão grande como é hoje. 

Investir é preciso: infraestrutura

Todas essas aplicações mudarão a maneira que a nossa sociedade funciona e compreende as coisas. Casos, como a da COVID-19, serão histórias do passado e impossíveis de serem compreendidas pelas próximas gerações. Mas esse futuro só será possível com um investimento à altura em infraestrutura em telecomunicações. 

Não há mundo verdadeiramente conectado se não existir uma base de qualidade e confiável para ser o caminho da evolução. O investimento precisa começar já! Muitas empresas e governos já estão cientes disso e já apostam em parcerias estratégicas com neutral hosts especializadas no assunto para terem infraestruturas já preparadas para receberem as próximas tecnologias - assim, atendendo às demandas por conectividade de hoje com o olhar já no amanhã.

Gostaria de receber os conteúdos do QMC Conecta diretamente no seu e-mail? Basta assinar a nossa newsletter. 

Murilo Almeida

Murilo Almeida

Murilo possui ampla experiência no mercado de telecomunicações, liderando projetos de consultoria estratégica para 3 das 4 maiores operadoras do Brasil – incluindo trabalhos em temas como M&A, planejamento estratégico, planejamento comercial, otimização de CAPEX e Turnaround.

qmc_CTA_fim_Blog_Tablet_ebook
GOSTOU DO CONTEÚDO? A GENTE ESPERA QUE SIM! :)

Aproveita então e dá uma olhada nesse E-book sobre Transformação Digital na gestão hoteleira: falamos sobre reputação online, sistemas de reserva, experiência do consumidor, e o futuro da revolução digital nos hotéis.

BAIXE AGORA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Assine nossa newsletter!

Faça o download o ebook: seu hotel etá preparado para a transformação digital?