A tecnologia móvel mudou a maneira como nós vivemos e trabalhamos, em um nível nunca antes visto. Agora fazemos tudo pelo nossos smartphones: nos comunicamos por texto, áudio e vídeo em tempo real. Conseguimos comprar praticamente qualquer coisa online. Nos deslocamos ao chamar um Uber, um Cabify, Wappa, 99 táxi, Lady Driver etc.Consumimos e geramos conteúdo em blogs, Youtube, jornais, Facebook, Instagram, Netflix, Amazon. Fazemos reservas em restaurantes, cinemas, eventos e hotéis. Na nossa atual sociedade, conectar deixou de ser uma ação e passou a ser um estado: estamos conectados e queremos continuar assim constantemente. 

Estar online passou a ser um serviço essencial, assim como eletricidade ou água encanada. E, agora que se tornou um serviço de primeira necessidade, é esperado e cobrado pelo seu hóspede. Garantir que ele se mantenha online passou a ser uma obrigação e uma responsabilidade das empresas. Seu hotel incluso. 

O hóspede espera ser surpreendido

A indústria hoteleira é um exemplo claro de como a tecnologia pode ser disruptiva. Os hóspedes possuem mais possibilidades de escolhas de onde se hospedar e podem encontrar essas diversas opções online. Seja de forma ativa, fazendo buscas em sites especializados ou passiva, por meio de propagandas orgânicas ou pagas. 

Independente de como ele foi impactado, a sua decisão leva em consideração a qualidade do serviço prestado, mas vale lembrar que o conceito de qualidade mudou juntamente com os hábitos da sociedade. 

A qualidade percebida engloba diversos fatores que vão além de uma cama confortável. Ela vai desde a receptividade e educação dos funcionários, a qualidade das instalações e passam por itens tecnológicos, como a facilidade de se realizar uma reserva, a presença online do hotel, o nível de inovação na sua experiência (check-in e check-out automáticos, sistemas de fechaduras por proximidade de celular na porta do quarto, central de controle do quarto via tablet, só para citar alguns exemplos), chegando à qualidade da internet e do sinal de celular.  Sim, hoje o hóspede vê a qualidade do sinal de celular como uma responsabilidade do hotel, e você precisa atender a essa demanda. 

Só Wi-fi não basta

Conectividade sem fio constante e confiável se tornou uma questão central para o negócio. Sem isso, todos os seus esforços de oferecer uma experiência única e garantir uma bom relacionamento e fidelidade do hóspede podem ir por água abaixo. 

Um cliente frustrado por uma má conectividade irá para outro hotel, e você terá que lidar com a perda da lucratividade e o aumento dos seus custos operacionais. Por isso, uma rede sem fio é obrigatória. Para o hóspede, isso se traduz em ter wi-fi no seu quarto e dentro das premissas do prédio. Mas uma boa rede sem fio vai além do wi-fi. Por conta das tendências de planos ilimitados de dados das operadoras, é muito mais comum o uso da própria rede móvel como fonte principal de conectividade, além de ser a melhor resposta para o exponencial aumento do consumo de dados e velocidade, algo que o wi-fi possui limitações

Do ponto de vista de estrutura, para que o wi-fi atenda essa alta demanda, é necessário uma rede de fibra ótica. A fibra é mais fácil de instalar e mais barata do que outras alternativas de cabeamento, além de ser escalável e de suportar outras tecnologias sem fio, incluindo wi-fi e celular. Algumas soluções DAS utilizam de fibra para transportar o sinal de celular.  Esse tipo de solução permite que hotéis e resorts com tecnologias inteligentes estejam preparados para o futuro, permitindo que os seus hóspedes usem os seus celulares a qualquer momento, mesmo que seja para algo simples como fazer uma ligação. 

Ao também investir na rede de sinal de celular, você estará oferecendo para o seu cliente, maior segurança, uma conexão mais rápida e contínua - afinal ele não precisará fazer constantemente logins para ter acesso à rede -, além de diminuir o custo do hotel com link de internet, uma vez que parte relevante do tráfego gerado será escoado através da rede celular.

Investir em um sistema indoor é se preparar para o futuro

A revolução digital trouxe a tecnologia para dentro das nossas vidas de uma forma totalmente orgânica. Internet das coisas (IoT), Big data, Inteligência artificial, Machine Learning, Computação em nuvem, Realidade Virtual, Realidade aumentada… Coisas que até então só eram vistas como ficção-científica se tornaram realidade e, o mais importante, acessíveis. Mas há uma questão fundamental para o funcionamento dessas tecnologias: conectividade. Todas elas precisam estar online para funcionarem de forma eficiente e com sinergia, sendo uma das grandes questões que a tecnologia 5G irá atender. Logo, não basta investir simplesmente em um sistema indoor de cobertura, é preciso investir em um sistema preparado para o amanhã.

A conectividade do hóspede se tornou sua responsabilidade

Não é mais permitido colocar a culpa na operadora pela baixa qualidade do sinal, o hóspede não aceita mais essa justificativa. Eles sabem que você pode fazer algo a respeito e cobram essa ação, caso contrário, não apenas irão para outro hotel, como irão compartilhar a sua insatisfação para a sua audiência. Mas há tecnologias e parceiros prontos para resolverem este problema e transformá-lo em um diferencial competitivo, deixando você preparado para o amanhã. 

Quer conhecer um parceiro que preza a excelência e que investe constante em tecnologia de ponta, prezando pela qualidade do atendimento? Então você precisa conhecer a QMC Telecom. Acesse nosso site, conheça os nossos diferenciais no modelo DAS.  

André Juncioni

André Juncioni

André se baseia na longa experiência que possui do mercado de real estate, para melhor endereçar as necessidades do mercado de telecom. Conhecido por grandes grupos detentores de infraestrutura no País quando o assunto é cobertura móvel em venues e implantação de sistemas DAS.

qmc_CTA_fim_Blog_Tablet_ebook
gostou do conteúdo? a gente espera que sim! :)

Aproveita então e dá uma olhada nesse E-book sobre Transformação Digital na gestão hoteleira: falamos sobre reputação online, sistemas de reserva, experiência do consumidor, e o futuro da revolução digital nos hotéis.

BAIXE AGORA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Assine nossa newsletter!

Faça o download o ebook: seu hotel etá preparado para a transformação digital?