<img height="1" width="1" style="display:none;" alt="" src="https://px.ads.linkedin.com/collect/?pid=2414825&amp;fmt=gif">

É fato que as telecomunicações são parte fundamental da nossa atual sociedade. Podemos falar que é um dos pilares que sustentam o estilo de vida contemporâneo. Identificar onde está presente pode ser uma tarefa um tanto fácil, afinal, basta pegar o smartphone que deve estar bem próximo a você neste exato momento (se não estiver lendo este post nele) - para fazer uma ligação ou postar uma selfie, chamar pela Alexa, Google Assistant ou qualquer outro assistente virtual, só para citar alguns exemplos práticos, para ter a certeza de que você está ligado a uma grande infraestrutura de conectividade que permite uma presença virtual global.

Já vimos aqui como essa conectividade é essencial para diversos setores, como o hoteleiro, varejista, eventos, educação, hospitalar, entre outros. Em muitos deles, essa conectividade é perceptível em nossas interações, seja como clientes ou como profissionais. Mas há outros que, apesar de fundamentais para as nossas vidas, não são perceptíveis assim, como é o caso do agronegócio. Você sabe o quanto ele é dependente das tecnologias de telecomunicação? Você sabe o quanto ele evoluiu ao estar mais conectado ou quais e como as tecnologias são empregadas? Pois é isso que vamos trazer para você neste post. Está preparado?

Entendendo o agronegócio no Brasil

Agronegócio - ou agribusiness - diz respeito ao mercado de produção agropecuário do Brasil, ele também engloba todos os serviços, técnicas e equipamentos relacionados de forma direta ou indireta à ele.

Ele envolve uma cadeia de atividades que inclui a produção agrícola (cultivo de culturas, pecuária etc), a demanda por fertilizantes e adubos, o desenvolvimento de maquinários agrícolas, a industrialização de produtos originais do campo (leite longa vida, café solúvel, óleos etc) e também o desenvolvimento de tecnologias para desenvolver e evoluir todas essas atividades.

Muita gente acredita que o agronegócio está relacionado somente com o campo, mas ele também está relacionado ao meio urbano, pelo fato de ser cada vez mais dependente  de atuações industriais e produtivas da cidade à medida que vai se tornando mais moderno

Mas você sabe o quão moderno esse setor está? O que os avanços em telecomunicações irão trazer de inovações para o futuro?

Tecnologias do agronegócio hoje

A Inteligência artificial é uma forte aliada do setor, principalmente no que se refere à produção sustentável, mais rápida e econômica, o que acaba a tornando mais lucrativa. 

Quando utilizada para o monitoramento das lavouras, é possível acompanhar em tempo real, por meio de redes instaladas no campo, operações mecanizadas e até a quantidade e qualidade da irrigação de cada área. Com drones e sensores espalhados pela lavoura, é possível avaliar com precisão a saúde da plantação e também a presença de pragas. Isso permite que o agricultor saiba o momento, quantidade e área corretos que precisam da aplicação de defensivos agrícolas, o que resulta em maior economia e menor impacto ambiental. Por meio de machine learning, por exemplo, é possível saber se há alguma parte com o solo deficiente de nutrientes ou com ausência de água, isso muito antes de ser notável visivelmente. 

É coisa do passado contar apenas com os boletins para a região. Agora, também por de meio de dispositivos IOT espalhados por diversas propriedades, é possível cruzar dados em tempo real, como temperatura, vento, incidência solar, pressão atmosférica, umidade relativa do ar, entre outros dados para obter informações mais precisas e confiáveis. Essa segurança é fundamental para o produtor, que consegue de forma muito mais fácil saber onde precisará reforçar a irrigação ou fazer o uso de fertilizantes. Com isso, entramos em um novo patamar: o da agricultura de precisão. 

Não é de hoje que o setor faz uso de tratores telemáticos, aqueles que possuem autodireção. Mas a Inteligência artificial (mais uma vez) os está levando para um novo nível. Os veículos já conseguem decidir interromper a sua ação em caso uma tempestade e se encaminhar para um área mais adequada, criar uma rota mais eficiente para executar as suas atividades, identificar frutos maduros e descartar os estragados (no próprio processo de colheita) até dosar com precisão a quantidade de agentes defensivos necessários para uma área. O produtor consegue acompanhar tudo isso de forma remota, por meio de um smartphone. 

Quando falamos especificamente da pecuária, a tecnologia está ajudando muito no monitoramento do deslocamento de rebanhos, mas também da saúde de cada animal em tempo real. Por meio de dispositivos IOT (mais uma vez), os sinais vitais do animal são informados e o sistema consegue identificar caso algo errado esteja acontecendo. Isso é fundamental para identificar doenças e agir antes que se espalhe. 

O que a chegada do 5G promete para o setor

Assim como na vida nas cidades, o 5G também irá proporcionar uma revolução no campo. Primeiramente por conta do aumento da capacidade e velocidade. Isso significa mais dispositivos, mais volume de dados produzidos e processados e maior velocidade para análise e resultados. Iremos produzir de forma cada vez mais eficiente e econômica. Iremos identificar problemas mais rapidamente e será possível cruzar dados de diferentes origens (outras plantações/rebanhos, não só no Brasil, mas em todo o mundo) para criar soluções que ajudam todo o setor e, por consequência, as nossas vidas. 


A cidade precisa que o campo também tenha infraestrutura de telecomunicações de ponta

Por mais que não seja tanto do nosso conhecimento comum, nada muda o fato que a tecnologia chegou no campo de vez. Afinal, não conseguiríamos prosperar sem esses avanços. A “roça” está cada vez mais tech, e demanda uma infraestrutura de telecomunicações que acompanhe esses avanços, tanto quanto na cidade. O nosso estilo de vida precisa disso para ser mantido expandido. É por isso que o trabalho das neutral hosts é fundamental para o desenvolvimento da sociedade como um todo. Empresas como a QMC têm um compromisso com o nosso crescimento, trabalhando arduamente para levar conectividade com tecnologia onde é preciso.

Se você gostou deste conteúdo e gostaria de receber as novidades do QMC Conecta diretamente no seu e-mail, assine a nossa newsletter. Lembre-se você pode contar conosco para ajudar a superar o atual cenário.

Murilo Almeida

Murilo Almeida

Murilo possui ampla experiência no mercado de telecomunicações, liderando projetos de consultoria estratégica para 3 das 4 maiores operadoras do Brasil – incluindo trabalhos em temas como M&A, planejamento estratégico, planejamento comercial, otimização de CAPEX e Turnaround.

qmc_CTA_fim_Blog_Tablet_ebook
GOSTOU DO CONTEÚDO? A GENTE ESPERA QUE SIM! :)

Aproveita então e dá uma olhada nesse E-book sobre Transformação Digital na gestão hoteleira: falamos sobre reputação online, sistemas de reserva, experiência do consumidor, e o futuro da revolução digital nos hotéis.

BAIXE AGORA

DEIXE UM COMENTÁRIO

Assine nossa newsletter!

New call-to-action